Skip navigation

ROTEIRO DECUPADO

Páginas do roteiro da Graphic Novel Steampunk “THREE – the 9th Grade”.

Apenas uma amostra…

Enjoy!

Advertisements

Este desenho foi constituído nesta terça-feira, rapidamente, para que pudesse mostrar como imagino que sejam as teias e as lentes na máscara do novo uniforme para o novíssimo filme do Homem-aranha.

Ainda é uma prévia do que irá ficar no final. Apenas os traços de grafite.

Até o final da semana (eu espero), irei terminá-lo com uma leve tinta acrílica escura para os meios tons, e um nankin para áreas mais escuras.

Após isso, faremos em studio uma pintura rápida digital em mesa wacom.

O desenho é baseado no novo uniforme, perdão se faltaram alguns detalhes. A imagem referencial é, como todos sabem, um corte incompleto.

Esta é uma ilustração de uma debutante. Merecia ir para a galeria pela plasticidade da obra, e é claro, pela rara beleza da modelo.

Presentinho de aniversário de sua madrinha, a mim encomendado.

Parabéns pelo seu aniversário!

________________________________________________________

This is an illustration of a debutante. Deserve to go to the gallery for the plasticity of the work, and of course, the rare beauty of the model.

Birthday gift from his godmother, to me ordered.

Congratulations on your birthday!

Este desenho eu sempre quis publicar na internet. Na verdade é uma pintura, mas tudo começou com apenas alguns esboços.

Demorei muito tempo fazendo este trabalho. É o meu cartão de visita, e minha pintura mais recente sobre quadrinhos.

Ao estilo Alex Ross, tentei dar uma visão mais realista do Dr. Octopus!

_____________________________________________________________

This drawing I always wanted to publish on the Internet. Actually it’s a painting, but it all started
with a few sketches.

It took me a long time doing this work. It’s my business card, and my recent comics work.

Alex Ross style, tried to give a more realistic view of Dr. Octopus!

Para quem não sabe, estou redesenhando uma história em quadrinhos. A história é sobre o aparecimento de um super-vilão – O gatuno – e é extremamente bem desenhada pelo artista Jim Mooney, finalizada pelo artista John Buscema e escrita pelo Tio Stan Lee. Nos EUA esta foi a edição de número 78 da revista Amazing Spider-man, de novembro de 1969 (ufa… um tempão atrás).

Contando algo que poucos sabem: Num dia de sol, minha mãe me levou para passear com ela pois eu estava com os pulmões fechados e com a respiração dificultada, resultado de uma bronquite asmática que eu sofria na infância. Passeávamos pelo “centro”, na verdade pelo bairro Lourdes em Caxias do Sul.

Quando era finalzinho da tarde ela entrou numa padaria para comprar pães para o café da tarde, e lá havia um estande de revistas, e dentre estas, algumas revistas em quadrinhos.

Foi uma emoção, pois escolhi a edição da Teia do Aranha #10.

Cheguei em casa, e devorei a revista. Eu acho que nestes quase 20 anos que se passaram, eu já li estas histórias incontáveis vezes. A partir daquele momento, comecei a fazer uns desenhos (copiava o rosto do Peter Parker como treino). E depois disso, eu sempre soube que seria um desenhista de quadrinhos.

Vou contar um segredo: A vida nunca esteve tão difícil quanto agora, principalmente em como terminar a faculdade.

Mas quando eu releio estas histórias, eu consigo atingir um ânimo diferente, e uma força que só posso dizer que se equipara aos poderes de uma aranha!

Nestas etapas, eu mostro o estudo anatômico da posição da primeira página, o desenho de como ficou ela no final, e também a página da história original.

Daqui pra frente só coisas boas, e muitos desenhos!!

Ps.: Hoje, com 28 anos, não tenho mais asma, e sou muito forte – resultado de horas de academia – como um certo rapaz franzino que aprendeu que “Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades!”.

Este desenho é um teste de iluminação noturna sobre o uniforme negro do Spider. Não coloquei as teias de propósito fazendo com que a anatomia dele ficasse em evidência. E como diz o mestre Alex Ross: “As teias do homem aranha são as coisas mais difíceis que já desenhei!”.

Não acho que seja tão difícil desenhar as teias, mas acho extremamente difícil de elas parecerem um relevo não visível – explicando: As vezes as teias não devem aparecer, e as vezes sim. Depende de como a iluminação incide sobre o personagem. – Então as teias são a última coisa que eu coloco no desenho. Até depois mesmo de ter desenhado todo o cenário…

Como eu fiz na primeira página da releitura do desenho.

Excelssior! (pegando emprestado a deixa do tio Stan).

Neste post, coloco mais uns testes de Design de personagens. Como ficaria o desenho do Peter Parker nos meus traços, lembrando que o estilo do rosto eu peguei emprestado do mestre Jack Kirby. A máscara eu tentei dar um toque de realismo tirado diretamente da trilogia dos filmes do Spider.

Lembrando que ainda não são desenhos definitivos…

B!!!

Estes desenhos fazem parte da pré produção do roteiro que estou desenvolvendo. Mostra o vilão da história em alguns esboços conceituais que eu criei.

Tentei dar um apelo mais realista ao personagem Gatuno (que é o alter ego do Robbie Brown), colocando ao invés de uma capa, uma jaqueta de couro, e elementos mais simples nos seus aparatos. O corpo dele também mudou, de um rapaz franzino, coloquei um legítimo americano jogador de Street BasketBall. Este desenho do Robbie Brown mostra ele mais franzino, mas foi o primeiro esboço, os demais estudos já mostram a idéia conceitual do Player mais forte e que, em certas condições, seria ao menos páreo para os poderes do Aranha.

BZZZZZNNNNGGGG!

Esta galeria é uma pequena homenagem minha ao meu herói favorito da editora DC Comics. Detalhes destes desenhos é que o meu pai (Sr. Idelso) serviu de modelo para o ZOD!! Sim… ele é a cara do vilão… e as vezes acho que ele também tem olhos com visão de calor!!

Esse desenho é uma criação. Representa uma garota desenhada em estilo mangá. Fiz este trabalho para explicar aos meus alunos como fazer um cabelo mais tridimensional… Resultados a parte, o desafio era um ponto, e como sempre acabo colocando mais coisas ao redor.

Não sou muito fã deste estilo… Mas Tetsuya Nomura é o cara… ah sim e o Joe Madureira também!!!

Bazzinga!!! No melhor estilo japonês

Ps.: Ela não tem nome… então, aprovo sugestões.